Processos, WoW e PSN Brasil

Desde o surgimento da Origin, a loja virtual de títulos criada pela EA para concorrer com o Steam (embora isso seja negado, lógico), alguns rumores vinham tomando cada vez mais força, até a proibição da venda de Crysis 2 na plataforma Steam. Desde então, a rixa começou a tomar forma de fato e já não encontramos novos games lançados pela EA tão fácil assim na Steam. O problema é que a Steam, para fornecer um título para download, exige que todo conteúdo de um game possa ser vendido em seu site, enquanto a EA exige o controle desse conteúdo, ou seja, expansões, DLCs e patches não poderiam existir na Steam, e aí que embola tudo. Battlefield 3 já encontra-se em pré-venda em alguns sites, mas nada de encontra-lo na Steam. Enquanto isso, os gamers têm uma – ótima – opção a menos para ter seus jogos.

E por falar em rixa, a Namco Bandai criou uma séria com a Projekt Red, produtora de The Witcher 2: Assassin of Kings. A Namco está processando-a por lançar uma versão do jogo livre de copyright pela Good Old Games, da própria empresa. Além disso, a CD Projekt Red também assinou um acordo com a THQ para distribuição nos países do Leste Europeu, Austrália e Nova Zelândia. Nada foi confirmado até agora, exceto a existência dos processos. Mas talvez não seja um problema muito grande para a produtora, já que as mais de 400.000 cópias vendidas até agora renderam alguns trocadinhos.

Outro processo que deu o que falar foi o da Tomita Technologies em cima da toda poderosa Nintendo, por infringir as patentes da tela 3D do Nintendo 3DS, preenchida em Março de 2003. A patente descreve como poderia ser utilizada por um dispositivo que não requer óculos específicos e detalha como alternar as imagens entre o olho esquerdo e direito de forma independente. A julgar pelas dezenas de processos que aparecem por aí a respeito de novas tecnologias (como o próprio processo que rolou contra o Blue-Ray da Sony em Maio), não duvidaria que tenha sido realmente infringido e que a Nintendo, com todo seu poderio, consiga se livrar do processo sem maiores problemas.

Mas como não podemos nos ater apenas a tristezas, vamos comentar sobre algumas alegrias divulgadas durante a semana. Claro que a maior delas deve ser a versão brasileira do MMORPG mais jogado da história, com mais de 12 milhões de contas espalhadas pelo mundo. World of Warcraft deve chegar ainda em 2011, todo traduzido para nossa lingua mãe (com gírias e tudo) e com um precinho mais do que camarada. Em entrevista à Rolling Stone Brasil, Steve Huot, diretor de operações da Blizzard para a América Latina, até revela os preços a serem pagos: R$29 pela embalagem do game, já com a expansão Burning Crusade, e R$15 pela assinatura mensal, e poderá ser pago via boleto bancário e cartões de crédito e débito. Uma ótima notícia para todos os fãs do jogo aqui do Brasil, principalmente por mostrar que o mercado brasileiro está começando a ser levado a sério.

Além disso, no dia 22, o Brasil também teve inaugurada – finalmente – a PS Store, junto com o blog e a página oficial da PlayStation para nossa terrinha. Em comunicado oficial no site, a Sony dá boas vindas ao mercado nacional e cita Glauco Rozner, novo Gerente Geral de PlayStation e VAIO da Sony Brasil: “Hoje damos início a uma nova fase. Com a Playstation Network Brasil, o consumidor brasileiro terá acesso a um mundo de entretenimento singular. Poderá baixar jogos, demos, add-ons, wallpapers e ter acesso a inúmeros conteúdos exclusivos, que estarão disponíveis a todos os usuários do console PS3. Para isso, basta ter uma conexão de internet e criar uma conta na PSN Brasil. A criação de contas é grátis e todos as transações de compra serão feitas em moeda nacional, trazendo muitos benefícios e diversão ao nosso público”.

E o casamento da Sétima Arte e dos games está indo de vento em popa. A Legendary Pictures, por exemplo, já confirmou que o filme de Mass Effect terá um foco maior no primeiro jogo da trilogia (não sei exatamente se isso é bom), enquanto um trailer da webseries baseada em Dragon Age foi revelada na Comic-con que rolou há poucos dias atrás. Dragon Age: Redemption deve começar a aparecer ainda esse ano e tem bons nomes por trás da produção, tais como o ator Doug Jones, de Hellboy, e o diretor Peter Winther, de Independence Day e, claro, a BioWare.

Por fim, para aqueles que, como eu, não estão mais aguentando a espera por Batman Arkham City, a Rocksteady faz mais uma vez a excelente jogada de marketing de ficar lançando bem aos pouquinhos as grandes novidades do game. Dessa vez, na Comic-Con, a Entertainment Weekly mostrou a confirmação de Talia al Ghul, filha do vilão Ra’s al Ghul, que vocês devem lembrar dos quadrinhos e, vez por outra, muito bem retratada na série Batman Animated Series. Batman Arkham City deve chegar às lojas dia 18 de Outubro para PS3, XBOX360 e PC.

Talia al Ghul

Talia al Ghul e sua dubladora, Stana Katic

Anúncios

Um comentário em “Processos, WoW e PSN Brasil

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s