Especial E3 2012: Conferência da Ubisoft

Olá, galera. Venho mais uma vez contar a vocês um “resumo” do que rolou pelas conferências da Electronic Entertainment Expo, a E3, que já acabou, infelizmente (AAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHH!!!). Hoje é dia da Ubisoft e, pra quem assistiu, deve ter ficado com uma única palavra na cabeça: UAU! Claro que não pela apresentação em si, mas pelos games. Reconheço: Ubisoft, que departamente de marketing sensacional você tem! Não desmerecendo os games, claro, que são realmente muito bons, mas o marketing que fizeram hoje, especialmente para Watch Dogs… ufa! Mas deixa eu começar do início, não?

Far Cry 3

Far Cry 3

A conferência começou em total animação. Mocinhas dançando algumas coreografias do novo Just Dance 4 no palco, até subir o Flo Rida, que animou o pessoal da platéia e rendeu frutos para Aisha Tyler e Tobuscus, apresentadores. Aisha, muito irreverente, chamou Dan Hay, produtor de Far Cry 3, para falar sobre o game. Ótimo gameplay, com um grande cenário e um arquipélago repleto de ilhas a serem exploradas por você, “e isso apenas citando o modo singleplayer”, como fez questao de frisar o produtor. Além disso, o conflito psicológico perceptível no trailer dá uma imensa profundidade ao enredo. No entanto, não sei se aconteceu também com vocês: não consegui deixar de pensar em Uncharted quando vi o trailer, provavelmente pelo cenário. De qualquer forma, grande trabalho da produtora.

Depois, foi a Splinter Cell Blacklist aparecer na tela com uma expectativa ainda maior. Ao lado do Tobuscus, Max Beland deu o ar da graça, já feliz da vida pela reação positiva do público na conferência da Microsoft, pra mostrar o trailer entitulado “Welcome to Fourth Echelon”. Infelizmente, o que foi exibido anteriormente foi o grande trunfo do game, pois foi só isso que rolou sobre o game mesmo. Também sem animar muito, o trailer de Avengers: Battle for Earth foi exibido.

Mas esses dois trailers serviram mais como uma pontezinha para o “momento Wii U” da apresentação. Como já deixei explicitado ano passado, não fiquei fã do controle-tablet-videogame. Aliás, nem eu nem muita gente ficou, pois as ações da Nintendo caíram absurdos após a E3 do ano passado, que mostrou para o mundo o “console”. Aliás, as ações caíram depois da apresentação desse ano também, mas isso é conversa pra outro dia. Michael Micholic apareceu para falar sobre Rayman Legends, um game de cenários coloridos e ambiente cartunesco que parece ser tão divertido quanto o Rayman Origins, o último game da série (contudo, o Legends é exclusivo para o Wii U). Seu gameplay foi interessante e deu pra notar que os controles são precisos e o co-op é bem estruturado.

Ainda para o videogame da Nintendo, surgiu no telão o trailer de ZombiU, uma ótima produção enquanto trailer, mas que não nos mostra NADA, exceto que é um game de zumbis e que se passa na Inglaterra. Pra encerrar a parte Wii U, um pequeno vídeo contando os jogos da desenvolvedora que sairão com o console: Rabbids Land, Your Shape: Fitness Evolved 2013, Sports Connection, Just Dance 4, além do Assassins Creed 3 e do citado Avengers.

Por falar em AC3, foi a vez do mais esperado game da conferência aparecer, com um trailer de tirar o chapéu, e de François Pelland, produtor do jogo, subir ao palco, deixando todo mundo arrepiado com o gameplay. Eu, por exemplo, só consigo resumir com um sonoro “CARAMBA!” (em um linguajar mais forte). Os gráficos não são sensacionais e tal, mas a boa jogabilidade e controles rápidos continuam, além do enredo, que esperamos que não vai fazer feio de modo algum. Contudo, eu tenho que falar sobre uma coisinha que notei e que espero ter me enganado: foi impressão ou deu um probleminha na IA quando o soldado grandão enfrenta Connor antes de entrar no forte (minuto 4:32)? Vejam o vídeo e me digam, por favor.

veNema

veNema

Depois, foi a vez dos e-Sports no palco. Fiquei muitíssimo feliz de ver que ele foi lembrado em uma das conferências. Vários jogadores conhecidos do ramo (como a gracinha  – e 5x campeã mundial de CS – Alice ‘ali’ Lew, a gatíssima – e conhecida por TODOS os jogadores de CS por causa disso – Anya ‘veNema’ Savvateeva e o lendário – e aposentado – Abdisamad ‘SpawN’ Mohamed) vieram ao palco para uma partida do Shootmania Storm (já servindo para exibir o FPS ao público). Além disso, mostrou como jogos simples como esse podem estar ao alcance de todos e como esses jogos podem aproximar as pessoas ao redor do mundo. Exemplos como esse foram exibidos: The Settlers Online, Trials Evolution, Ghost Recon Online, entre outros.

Para finalizar com chave de ouro, Yves Guillemot, co-fundador e CEO da Ubisoft, subiu no palco. “Hoje, gostaria de mostrar-lhes um novo projeto em que estamos trabalhando e que deve revolucionar a forma como os jogadores interagem entre si”, disse ele. Foi então que Jonathan Morin, da Ubisoft Montreal, apresentou Watch Dogs. Lindos gráficos, controles que parecem simples, mundo aberto ao estilo GTA, boa jogabilidade e, parafraseando o próprio Morin, “a sua principal arma é a cidade”. Realmente inovador. Jonathan Morin encerra a apresentação com uma frase filosófica: “Lembrem-se. Conexão é poder, então cuidado com o que fazem com ele”.

Destaques da apresentação: como não poderia ser diferente, o foco total nos games. Boa parte dos títulos teve uma boa apresentação de como o mesmo seria, um bom tempo de gameplay e a senhora qualidade dos jogos apresentados. Palmas para a lembrança do e-sports e, claro, para Watch Dogs.

Problemas da apresentação: quem pensou que mais de Splinter Cell Blacklist iria ser divulgado, foi frustrado pelo trailer simples mostrado. Porém, na minha opinião, o maior problema foram os apresentadores Aisha e Tobuscus, que mais atrapalhavam um ao outro do que apresentavam a conferência, especialmente por parte dele. Ainda assim, tentaram trazer um pouco de humor e alegria à conferência, já que elas sempre foram conhecidas como “sem graça”.

Anúncios

7 comentários em “Especial E3 2012: Conferência da Ubisoft

    • Exatamente, Erick, e eu sempre achei que era erro de IA. Não entendo se eu não consigo aceitar que não é erro mesmo ou se eles não conseguem corrigir ou nunca notaram isso.

    • Pior que nem duvido disso, cara. É notório que várias ideias das inovações de uma sequencia de Assassin’s Creed vieram do jogo anterior da série, por exemplo.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s